Artigos

Interessante? Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Impressão para a área da Saúde: oportunidade e economia para todo o setor

Rapidez, precisão e produtividade são três fatores fundamentais para as áreas médica e de saúde. Nesse sentido, é possível dizer que os últimos anos têm sido extremamente produtivos para o setor, com o desenvolvimento de novas tecnologias e opções para a realização de exames como ressonâncias magnéticas, tomografias e ultrassons.

A modernização dos centros médicos e hospitalares, contudo, não se limita apenas a presença de novos equipamentos para o diagnóstico dos pacientes. Outro ponto importante é a impressão documental dos resultados dos exames. É extremamente necessário documentar de forma rápida e precisa esses arquivos, sem distorções.

O mercado de impressão para a área de saúde mira, justamente, na entrega de soluções especializadas, com recursos que representam mais agilidade, produtividade e economia às empresas do segmento. Dessa forma, diferentemente do que acontecia há algumas décadas, hoje as clínicas e hospitais podem contar com serviços e soluções de impressão específicas, otimizando a produtividade e o atendimento aos pacientes, sem a necessidade de se fazer grandes investimentos.

Apesar das imagens impressas em papel serem apenas para fins documentais e não diagnósticos, trata-se de um documento de suporte ao laudo médico e por este motivo devem ser produzidas com altíssima qualidade, pois por meio delas é que o hospital, laboratório ou clínica se comunica com o médico solicitante. Outra questão importante é a que diz respeito à sustentabilidade ambiental. Neste aspecto, muitos deles
optam pela utilização da impressão de resultados de exames sob demanda, o que requer um maior índice de disponibilidade e um menor índice de falhas das impressoras. Para atender esta necessidade, os mecanismos de impressão se tornaram mais robustos.

Uma realidade que já existe nos hospitais e clínicas, e que deve se tornar ainda mais evidente nos próximos anos é a proteção dos dados pessoais dos pacientes. Em 2018 foi sancionada a Lei 13.709, também chamada Lei Geral de Proteção de Dados, que estipula multa de até 2% do faturamento do último exercício da empresa, limitado a R$ 50 milhões por infração de vazamento de dados pessoais cometida.

Em relação a proteção de dados, ferramentas de controle de acesso à impressão, armazenamento criptografado, bloqueios por senha ou biometria e definição de perfis de impressão para os diferentes cargos de colaboradores são algumas das funcionalidades e recursos que estão à disposição para ajudar a evitar o acesso indevido aos documentos impressos e, principalmente, para auxiliar a manter a privacidade dos clientes atendidos.

A proteção dos dados dos pacientes é algo extremamente importante e que deve fazer parte da lista de prioridades das organizações do segmento.

Além disso, o mercado em constante transformação, e a contínua
evolução dos equipamentos para impressão de resultados de exames de imagens, exigem que os centros de atendimento incluam opções com alta definição de impressão e recursos adicionais para gestão de documentos.

Por esses motivos, a escolha da contratação de um serviço de outsourcing de impressão para a área de saúde deve ser vista
como uma decisão que pode auxiliar no funcionamento de todo
o centro de atendimento. A definição do fornecedor ou dos equipamentos a serem adotados exige uma avaliação abrangente, capaz de considerar a estabilidade da qualidade de impressão, a continuidade no fluxo de trabalho e um elevado índice de disponibilidade dos equipamentos.

A ColorSisthem atua no segmento de Outsourcing de Impressão desde 1992, são 25 anos de experiência, mais de 8.000 clientes e cerca de 40.000 equipamentos instalados. Acesse nosso site e solicite uma cotação: www.colorsisthem.com.br

Fontes: Parana Shop

Sumário

Veja também

Orçamento

Orçamento