Artigos

Interessante? Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

CIOs podem unir tecnologia a sustentabilidade

 Para cumprirem metas de sustentabilidade, CIOs e executivos trabalharão lado a lado.

 A ascendência tecnológica mostra um papel importante na sustentabilidade e os CIOs – Chefe da Tecnologia da Informação (no inglês – Chief Information Office), estão buscando o mesmo caminho. Conforme pesquisa feita pela Accenture, todos os executivos concordam que a tecnologia é necessária para cumprir metas de sustentabilidade. Porém, somente 7% das empresas estão mostrando estratégias voltadas para a questão. Por quê?

 Na prática, exigirá mudanças no modelo de negócios e, com isso, a experiência do CIO se faz necessária para tais desafios, criando laços com outros executivos para escolherem as melhores tecnologias para atingirem suas metas ESG – Ambiental, Social e Governança – (no inglês Environmental, Social and Governance).

 Até o momento,  49% dos CIOs estão inclusos nessa jornada e isso pode gerar atrasos e transtornos na meta ESG. É preocupante devido ao fato de que as empresas que lidam com ESG são financeiramente superiores (quase 3x mais valores aos acionistas) do que seus pares/concorrentes.

 Aí vem a pergunta: por que ainda têm empresas demorando para agir?

 Sustentabilidade é tão importante para as empresas quanto para seus públicos estratégicos, por isso, é de suma importância identificar os motivos dessas empresas engatinharem nos processos de inovações tecnológicas e começarem as mudanças significativas.

 No entanto, pesquisas descobriram alguns fatos que podem explicar essa demora:

  • Perceber a falta de agilidade e expertise: dos executivos entrevistados, 40% afirmam que as soluções exatas não estão disponíveis ou não são maduras suficientes, incluindo talentos para lideranças.
  • Complicações e desafios na implantação: outros 33% dos executivos estão lutando com soluções de alta complexidade ou modernização de seus sistemas.
  • Criar senso de compreensão e conscientização impactante: 20% dos executivos não têm certeza se as tecnologias que usam são sustentáveis ou das consequências não intencionais da mesma.

 A Accenture examinou esses fatos mais de perto e desenvolveu um Índice de Tecnologia Sustentável, com relação aos três desempenhos (ESG) classificando-os em uma escala de 0 a 1.

 Cerca de 60% das empresas mostraram pontuações de 0,3 a 0,5, apresentando pontuações medianas de 0,45.

 Isso só indica que, para essas organizações alcançarem uma estratégia de tecnologia sustentável, terão que percorrer um caminho muito longo. E para isso, terão que criar oportunidades e senso de urgência na implementação de soluções pelos CIOs.

 CIOs e sua novas responsabilidades

 Com as mudanças organizacionais, deverão mostrar proatividade e serão observados por seus líderes de negócios para garantirem o fornecimento de soluções através de suas tecnologias, sem denegrir ainda mais o problema ambiental.

 Atualmente, o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) virou uma fonte impactante no clima – embora anos atrás isso não estivesse ativo. Em 2007 produziu cerca de 1,5% de CO₂, e hoje já alcançou seus 4%, com potencial para atingir seus 14% até 2040.

 Felizmente, isso pode ser corrigido pelos CIOs corrigindo três principais áreas:

  • Net Zero: reduzir consumo de energia através de software verde – conceito que aplica tecnologia com sustentabilidade.
  • Confiança: proteção à privacidade, de forma justa, transparente, robusta e acessível.
  • Governança: focar em tecnologia em ESG sem tardar. Primeiramente, os CIOs podem avaliar suas tecnologias através da sustentabilidade, garantindo que essas metas sejam propagadas em todo seu negócio. O diálogo no planejamento interorganizacional entre os líderes, pode incentivar soluções tecnológicas à sustentabilidade.

 Quais as vantagens de tudo isso?

 Embora seja necessário análises abrangentes e muita proatividade, contribui com valores em todos os aspectos: aumento da receita, melhoria na contratação de talentos e inovação nos negócios, atingir suas metas ESG.

 Conforme a especialista global em métricas de ESG, Arabesque S-Ray, empresas que adotam medidas sustentáveis obtêm pontuações 4% mais altas.

 Isso também reflete na interação entre organizações e CIOs. Agora se faz necessária a expertise de seus líderes em todos os aspectos, uma estratégia fundamental no DNA de sustentabilidade da empresa para atingirem metas muito maiores.

 Novas mudanças e responsabilidades assustam, mas também marcam as transformações e a maneira como a empresa vê seus recursos tecnológicos. Assim, também, os CIOs são vistos como importantes tomadores de decisões, por líderes e investidores, nas estratégias maiores.

Sumário

Veja também

Orçamento

Orçamento