Artigos

Interessante? Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Vírus Reaper pode ser uma ameaça em escala global

Uma nova ameaça em escala global foi descoberta pelas empresas de inteligência Qihoo 360 (Chinesa) e CheckPoint (Israelense). Este novo vírus toma como base um mega ataque que ocorreu em 2016 à empresa de DNS Dyn, que tornou inacessíveis vários serviços online utilizando uma botnet chamada Mirai para sobrecarregar a companhia e criar um efeito dominó na rede.
A Mirai utilizou um sistema que procurava por aparelhos conectados às redes que não possuíam proteção adequada, através deste sistema o vírus testava combinações de fábrica ou estáticas para tomar controle e utilizar estes obetos em ataques em massa como o que atingiu a Dyn.

Chamada tanto de “Reaper” quanto de “IoT Troop”, a nova ameaça tem potencial para fazer muito mais do que a “Mirai”, pois diferente desta, pode hackear objetos sem saber logins ou senhas. Segundo a revista Wired “é a diferença entre apenas ver se a porta estar destrancada e arrombar fechaduras para entrar em uma casa”. Esse método novo já hackeou mais de 1 milhão de dispositivos que estão prontos para serem usados em algum ataque. Embora ainda não haja registros de ataques usando a rede Reaper, seu potencial é imenso.

Segundo a CheckPoint, o malware já tem ferramentas para dominar diversos dispositivos (como roteadores D-Link, Netgear e Lynksys, além de câmeras conectadas vendidas por marcas como Vacron, GoAhead e AVTech).

Muitas das vulnerabilidades usadas, no entanto, já foram corrigidas pelas fabricantes, mas não é um hábito do consumidor comum atualizar o firmware de seus eletrônicos. A questão que resta é saber qual é o objetivo das pessoas ainda não identificadas por trás da Reaper.

Fonte – OlharDigital

Sumário

Veja também

Orçamento

Orçamento