Artigos

Interessante? Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Portfólio totalmente unificado de dispositivos de impressão é apresentado pela Lexmark

Padronização sem Riscos

A maioria dos profissionais de Tecnologia da Informação compreendem as vantagens da padronização da TI, entre elas o aumento da segurança e da produtividade e a redução da carga de trabalho no departamento por não ser necessário gerir vários fornecedores, várias soluções de software etc. Ainda assim, a padronização do setor de impressão tem sido ineficaz. Para a maioria das empresas, o setor de impressão funciona sem um controle rigoroso, o que acaba por originar uma frota em que se misturam diferentes recursos, marcas e tempos de uso. Ao mesmo tempo em que isso cria problemas de gestão para a TI, gera aborrecimento para os usuários — e abre uma brecha na segurança da organização. Por que isso acontece?

Um dos motivos é a falta de foco na impressão

Para a maior parte dos responsáveis pelo setor de TI, cujas agendas geralmente se encontram cheias, a impressão simplesmente é tratada como um assunto secundário. Problemas como segurança, ofuscam a chamada infraestrutura básica de hardware. Além disso, muitas organizações contam com uma frota antiga de impressoras. A experiência da Lexmark mostra que até 48% de uma frota de impressoras em ambiente empresarial tem mais de cinco anos e talvez não contem com recursos mais recentes de segurança nem atualizações de firmware.

Outro motivo é a padronização da impressão, que acaba não sendo algo tão fácil como parece

Embora possa parecer lógico que ao ter todos os dispositivos de uma mesma marca, a frota de impressão está padronizada, esse nem sempre é o caso.

Eis o motivo:

1. Muitas das marcas que produzem equipamentos de impressão, adquirem tecnologia de outros fabricantes de equipamento original (OEMs); sendo assim, embora o logotipo na embalagem seja o mesmo, a tecnologia embutida pode ser diferente (como é o caso do firmware e dos sistemas operacionais que podem variar de impressora para impressora, inclusive aquelas que são produzidas pelo mesmo fabricante)

2. A constante introdução de novos modelos e produtos pode dificultar a padronização de um grupo de marcas e modelos específicos

3. É difícil obter a combinação adequada e otimizar o custo com uma abordagem única. A padronização com determinado modelo pode deixar os usuários com recursos de mais ou de menos e capacidade muito pequena ou muito grande de processamento.

Tendo em mente esses problemas, a Lexmark apresentou um portfólio totalmente coeso de dispositivos, que apresenta muitas vantagens, inclusive estas:

1. Os clientes podem implementar uma infraestrutura de impressão e padronizá-la, sem comprometer a flexibilidade necessária para colocar o dispositivo certo no local certo.

2. Os dispositivos compartilham atributos que ajudam os clientes a simplificar o gerenciamento dos dispositivos, facilitando assim a produtividade dos usuários e fazendo valer os investimentos em tecnologia

3. Tanto no caso de pequenos grupos de trabalho quanto no caso de dispositivos para grandes departamentos, o portfólio utiliza o mesmo firmware e o mesmo sistema operacional, algo que simplifica tanto a gestão de dispositivos, quanto a implementação de atualizações de segurança e o suporte a usuários móveis

4. Os dispositivos foram desenvolvidos para durar, visando uma utilização segura e confiável a longo prazo (com manutenção adequada e utilização de suprimentos Lexmark originais)

No momento da renovação de uma frota de impressão empresarial, embora esta possa parecer desnecessária à primeira vista, é importante levar em consideração:

1. Custo de manutenção e suporte de uma frota mista de dispositivos mais antigos

2. Aumento da produtividade com a nova tecnologia

3. Tranquilidade com a utilização de recursos de segurança mais recentes

4. Infraestrutura de impressão como investimento de longo prazo

Fonte: Lexmark

Sumário

Veja também

Orçamento

Orçamento