Artigos

Interessante? Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

A Importância da Digitalização nos Órgãos Públicos

Uma queixa muito comum entre os brasileiros é a lentidão de processos em repartições públicas. O problema vai além da burocracia, pois a simples emissão de um documento envolve buscas que acabam demandando muito tempo. Os cartórios exemplificam essa situação, em que uma consulta nos antigos livros amontoados em enormes espaços pode levar horas.

No judiciário, onde os processos envolvem pilhas de papeis, a situação é semelhante. Os estagiários ou jovens advogados perdem um tempo precioso durante o interminável ir e vir ir, levando e trazendo documentos. Isso sem falar no quão trabalhosa é a busca por informações específicas nas centenas, às vezes milhares de páginas que envolvem um grande processo.

Esses mesmos problemas ocorrem nos hospitais, bibliotecas e outros órgãos públicos. Levando em consideração que as cartas estão se tornando cada dia mais, coisa do passado, e os Correios se tornam um grande serviço de entrega de mercadorias compradas pela internet; em tempos em que, em alguns estados a carteira de motorista pode ser apresentada na tela de um telefone como documento oficial, a digitalização de documentos, arquivos e acervos precisa chegar a todas as repartições públicas.

O ganho de tempo é o benefício mais evidente com a implementação dessa ação. A simples inserção de uma palavra-chave na tela do computador, localizada e permite a consulta a milhões de documentos simultaneamente. Algo comparável ao tempo necessário para encontrar uma informação específica no Google em relação a consulta de verbetes em uma grande enciclopédia física. Sem contar o fato de que os dados podem ser consultados a qualquer momento, de lugar, por meio de dispositivos móveis, como um celular ou tablet, e permitem ainda um envio rápido via internet.

Há ainda um importante fator a ser considerado: a segurança da informação. “Dados armazenados em papel podem ser danificados pela ação do tempo, perdidos em incêndios ou enchentes, roubados ou indevidamente consultados”, diz Paulo Fernandes – Diretor de Negócios para América Latina da Kodak Alaris, companhia líder de mercado como provedora de soluções de captura da informação, da qual a ColorSisthem é revendedora oficial no Brasil. “A informação digitalizada fica armazenada em núvem, o que impede danos físicos, e possui altíssimos níveis de criptografia, permitindo que seja lida apenas por pessoas autorizadas”.

A partir destas informações, pecebe-se que a digitalização representa agilidade para os processos e proteção para os dados da população como um todo, isso reflete em benefícios para uma sociedade cada vez mais exigente e crítica em relação aos serviços públicos.

Fonte: Segs

Sumário

Veja também

Orçamento

Orçamento